terça-feira, 16 de março de 2010

A diferença entre Ana como mãe e Eli como pai




“... aos que me honram, honrarei, porém os que me desprezam serão desmerecidos.” 1 Samuel 2:30

Nos primeiros capítulos de 1º Samuel, observamos o exemplo de dois pais: Ana, uma mulher casada, por um tempo estéril, determinada, triste, provocada pela rival, porém muito amada por seu marido. O outro era Eli, sacerdote, homem dedicado ao templo, pai dos sacerdotes Hofni e Finéias.
A casa de Eli estava bagunçada, seus dois filhos sacerdotes, roubavam as ofertas oferecidas pelo povo a Deus e Eli era conivente com eles. Certa vez, Deus disse para Samuel que Eli sabia que seus filhos faziam coisas abomináveis, porém Eli não os repreendia. E o Senhor amaldiçoou toda a casa de Eli, seus filhos morreram antes dele e ele logo em seguida.
Já Ana fez um voto ao Senhor pedindo um filho varão e oferecendo o mesmo ao Senhor logo após o desmame. O menino Samuel cresceu aprendendo com Eli e tornou-se profeta em Israel e toda sua casa foi abençoada. Depois de Ana ter cumprido seu voto o Senhor ainda lhe deu mais cinco filhos, sendo três homens e duas mulheres. Deus a honrou.
Há uma grande diferença entre Ana como mãe e Eli como pai.
Ana não vivia no templo como Eli, mas mesmo assim era temente ao Senhor e pediu-Lhe a cura e após ter seu filho nos braços cumpriu o voto que fez ao Senhor, mesmo, sabendo que o veria apenas uma vez por ano e sem saber que poderia ter mais cinco filhos depois. Ela cumpriu o voto que fez ao Senhor e Ele a honrou. No capítulo 2 de 1Samuel vemos o cântico de Ana em ações de graças e também um desabafo, no versículo 8 ela menciona as célebres palavras: Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória; porque do SENHOR são os alicerces da terra, e assentou sobre eles o mundo.
Glórias a Deus pela fé e autoridade desta mãe.

Já Eli vivia no templo, era um sacerdote, conhecia e servia ao Senhor, foi chamado por Ele para subir ao altar, porém não criou bem seus filhos, deixando-os errar em seus caminhos. Em Provérbios 3:12 diz: Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.
A postura distinta destes pais, nos mostra que nem sempre o que parece viver na presença do Senhor faz as coisas corretas e anda diligentemente.
Pois com certeza Deus olha para o coração sincero e humilde.

Deus nos abençoe!


Karla A.C. Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá
Faça seu comentário
Após a aprovação ele aparecerá no Blog.
Será sempre um prazer tê-lo por aqui.
Abraços de Karla Soares